Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em meio a guerra comercial, Xi Jinping alerta para tempos ‘difíceis’

Presidente chinês destacou situação internacional 'cada vez mais complicada'. Governo de Pequim disse estar pronto para retomar negociações com os EUA

A China tem de se preparar para tempos difíceis, já que a situação internacional é cada vez mais complexa, disse o presidente chinês Xi Jinping em comentários divulgados pela imprensa estatal nesta quarta-feira, 22. A declaração vem no momento em que a China vive um aumento de tensão na guerra comercial com os Estados Unidos. No começo do mês, as duas potências  elevaram as tarifas comerciais sobre os produtos uma da outra, depois que as negociações para resolver a disputa foram interrompidas no começo de maio.

“Nosso país ainda está em um período de importantes oportunidades estratégicas para o desenvolvimento, mas a situação internacional é cada vez mais complicada”, afirmou Jinping durante viagem para a província de Jiangxi, um dos berços da revolução comunista da China. “Devemos estar conscientes da natureza complexa e de longo prazo de vários fatores desfavoráveis em casa e no exterior, e nos preparar adequadamente para várias situações difíceis.”

Apesar disso, o embaixador da China nos Estados Unidos, Cui Tiankai, afirmou que Pequim está pronta para retomar as negociações comerciais com Washington. A conversa mais recente entre representantes dos dois países ocorreu em 10 de maio, mesmo dia em que o presidente americano Donald Trump aumentou as tarifas sobre 200 bilhões de dólares (816 bilhões de reais) em produtos chineses e adotou medidas para taxar todas as importações remanescentes. Houve retaliação quatro dias depois por parte dos chineses.

“A China permanece pronta para continuar as negociações com nossos colegas americanos para chegar a uma conclusão. Nossa porta ainda está aberta”, disse Tiankai.

A disputa entre os dois países se intensificou ainda mais na semana passada, com Washington colocando a empresa chinesa de equipamentos de telecomunicações Huawei em uma lista negra de comércio. A medida, no entanto, foi suspensa por noventa dias.

(Com Reuters)