Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Em ano de IPI reduzido, venda de veículos cai 2,25%

Resultado geral foi ruim, graças à queda na comercialização de caminhões, ônibus e motos. Já as vendas de automóveis e comerciais leves subiram 6,1%

Por Da Redação 3 jan 2013, 13h13

O ano passado foi o melhor ano da história para este automóveis e comerciais leves, com o registro do sexto recorde consecutivo das vendas

Em ano marcado por dezenas de isenções fiscais à indústria, boa parte delas ao setor automotivo, os emplacamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros veículos chegaram ao fim de 2012 com queda de 2,25% sobre o ano anterior. Segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as vendas totais de veículos no Brasil atingiram 5,58 milhões de unidades no ano passado, ante as 5,71 milhões de unidades comercializadas em 2011.

Considerando apenas automóveis e comerciais leves, a diminuição do imposto sobre produtos industrializados (IPI) mostrou resultado. O número de emplacamentos atingiu 3,63 milhões unidades, com alta de 6,1% ante os 3,42 milhões de unidades de 2011. O ano que acaba se encerrar foi o melhor ano da história para este segmento, com o registro do sexto recorde consecutivo das vendas.

Já a comercialização de caminhões e ônibus recuou 19,33% nesse período, de 207,5 mil unidades para 167,43 mil unidades. Ante o mau desempenho do segmento, o governo federal decidiu, em 5 de dezembro, estender o Programa de Sustentação do Investimento (PSI) por mais um ano e com previsão de recursos da ordem de 100 bilhões de reais. Criado em 2009, o PSI fornece linhas de crédito de longo prazo a juros baixos para bens de capital, caminhões, projetos de inovação tecnológica e exportação. Ele estava programado para se encerrar no final de dezembro e, com a decisão do Planalto, ganhou vigência adicional por todo o ano de 2013.

Por fim, as vendas de motos caíram 15,62% no ano passado e atingiram 1,63 milhão de unidades vendidas no território nacional.

Leia mais:

Dilma prorroga IPI reduzido dos carros até dezembro

Continua após a publicidade

Dezembro – Ainda segundo a Fenabrave, os emplacamentos de automóveis e comerciais leves em dezembro atingiram 343 770 unidades, com acréscimo de 4,43% ante as 329 197 unidades do mesmo mês de 2011. Sobre novembro, o aumento apurado foi de 15,75%. No mês passado, as vendas registraram o segundo melhor dezembro da história para autos e comerciais leves, perdendo apenas para o mesmo mês de 2010.

As vendas de caminhões e ônibus em dezembro recuaram 18,98% sobre igual mês de 2011, para 15 569 unidades, enquanto as vendas de motos caíram 28,69% na mesma base de comparação, para 137 986 unidades.

Previsões – Para 2013, a Fenabrave estima que 3,74 milhões de automóveis e comerciais leves serão vendidos no país, o que representa uma alta de 3% sobre as 3,63 milhões de unidades emplacadas em 2012.

Já as vendas de caminhões, que recuaram mais de 20% em 2012, para 137,7 mil unidades, devem crescer 16% em 2013, para 159,76 mil unidades. O emplacamento de motos deve atingir 1,66 milhão de unidades, com avanço de 1,3% em relação ao ano passado.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)