Clique e assine a partir de 9,90/mês

Eike e Vale estudam construção de ferrovia no Rio

A LLX Logística, de Eike Batista, e a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), da Vale, firmaram memorando de entendimentos nesta terça-feira

Por Da Redação - 24 ago 2011, 08h50

A LLX Logística informou na noite desta terça-feira que firmou com a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), administrada pela Vale, um memorando de entendimentos não vinculante com o objetivo de desenvolver em conjunto estudos técnicos de viabilidade para a construção de uma ferrovia que ligará o Superporto do Açu à região de Ambaí, no município de Nova Iguaçu, Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com o comunicado, a implantação deste corredor logístico integrará o Superporto do Açu com a malha ferroviária nacional, permitindo o transporte de diversos produtos como, por exemplo, minério de ferro, produtos siderúrgicos, carvão e carga em geral, além de granéis sólidos e líquidos.

“Esta parceria entre dois grandes grupos empresariais demonstra a visão estratégica para construir um Brasil mais eficiente, criando alternativas competitivas para a infraestrutura logística brasileira”, comentou, na nota, o empresário Eike Batista, presidente do Grupo EBX, que inclui a LLX. “Este acordo confirma a vocação do Superporto do Açu como excelente alternativa para a instalação de empresas líderes setoriais, que encontrarão uma solução logística completa com fácil acesso a minério de ferro e carvão e oferecendo toda a estrutura necessária para exportação de produtos siderúrgicos, carga geral e granéis sólidos e líquidos, diz o comunicado. “O Superporto do Açu será definitivamente o ‘hub’ para as exportações brasileiras”, acrescenta.

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade