Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ecorodovias aprova seguros para leilões de aeroportos

Por Da Redação - 13 jan 2012, 13h41

SÃO PAULO, 13 Jan (Reuters) – O conselho de administração da Ecorodovias aprovou a contratação de apólices de seguro para garantir propostas da companhia no leilão de concessão dos aeroportos de Guarulhos, Campinas (SP) e Brasília, assim como na licitação para concessão da rodovia BR 101.

Segundo atas divulgadas nesta sexta-feira pela companhia, em reunião realizada em 5 de janeiro foi aprovada a contratação de uma apólice de seguro no valor total de 123,9 milhões de reais para garantir a proposta da companhia no leilão de concessão do aeroporto de Cumbica.

Em 9 de janeiro foi aprovada proposta de contratação de seguro para participação no leilão de concessão do aeroporto de Brasília no valor de 37,3 milhões de reais, enquanto em 11 de janeiro o conselho também aprovou a contratação de outro seguro, no valor de 90,9 milhões de reais, para entrada na disputa pelo aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Já a proposta envolvendo o leilão de concessão do trecho capixaba da rodovia BR 101 vou aprovada também em 5 de janeiro, no montante de 48 milhões de reais.

Segundo as atas, as apólices foram contratadas junto à J. Malucelli Seguradora.

Os 476 quilômetros do trecho capixaba da BR 101 devem ir a leilão em 18 de janeiro, enquanto os leilões de concessão dos aeroportos serão realizados em 6 de fevereiro.

A concessão dos terminais aeroportuários é a grande aposta do governo para garantir, com recursos privados, a expansão necessária para suportar o forte aumento da demanda por transporte aéreo no Brasil, que vem ocorrendo há anos e vai acelerar ainda mais com a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, ambos eventos a serem realizados no país.

A Ecorodovias deve entrar na disputa em parceria com a alemã Fraport. Incluindo as duas companhias, ao menos 14 empresas, sendo cinco estrangeiras, estão negociando a formação de consórcios para entrar na disputa.

(Por Carolina Marcondes)

Continua após a publicidade
Publicidade