Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Economistas veem inflação a 6,48%, perto do teto da meta

Segundo o relatório semanal Focus, a expectativa para o crescimento do Produto Interno Bruto também caiu, de 1,07% para 1,05%

Por Da Redação 14 jul 2014, 09h09

Economistas de instituições financeiras elevaram a expectativa para a inflação este ano para 6,48%, ante 6,46% esperados na semana passada, mostra relatório Focus do Banco Central, divulgado nesta segunda-feira. Para o ano que vem, contudo, a projeção se manteve em 6,10%, patamar também considerado alto, uma vez que o teto da meta de inflação é de 6,50%.

Em junho, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 0,40% e acumulou, em 12 meses, alta de 6,52%, acima do teto da meta de inflação, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na terça-feira.

Ao mesmo tempo, o mercado voltou a reduzir a previsão de crescimento da economia, de 1,07% para 1,05%. Apesar de a redução ter sido pequena, isso mostra a falta de confiança de economistas sobre a recuperação do Produto Interno Bruto. Para 2015, a expectativa foi mantida em expansão de 1,50%.

Selic – Os economistas consultados ainda mantiveram a projeção de que a Selic será mantida em 11% nesta semana, quando o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC se reúne novamente, e deve encerrar o ano no mesmo patamar.

Leia também:

PIB crescerá menos que 1% em 2014, apontam previsões

Inflação de tarifas públicas vai voltar com força em 2015

Mesmo com estouro da meta, governo prevê inflação ‘estável em nível bem confortável’

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade