Clique e assine a partir de 8,90/mês

‘Economist’ abrirá consultoria no Brasil ainda este ano

Grupo britânico inaugurará escritório em São Paulo. Objetivo é ampliar a captação de clientes e melhorar o relacionamento com empresas

Por Da Redação - 29 out 2014, 14h38

A Economist Intelligence Unit (EIU), braço de consultoria do grupo britânico The Economist, que publica a revista com o mesmo nome, abrirá escritório em São Paulo até o fim do ano. Embora a empresa já desenvolva projetos no Brasil, a abertura da sede própria – a primeira na América Latina – ajudará a ampliar a captação de clientes e a melhorar o relacionamento com as empresas já atendidas.

A EIU – como o negócio de consultoria é conhecido – concentra A atuação em pesquisas de mercado. O diretor do grupo, David Humphreys, escolherá os executivos que darão início aos trabalhos do escritório brasileiro. Inicialmente, o número de profissionais não deve ser superior a dez. No entanto, o escritório deverá ser usado como ponto de apoio para o negócio editorial da The Economist, com reforço das atividades de distribuição no país

Leia mais:

Dilma diz que ‘Economist’ apoia Aécio porque é alinhada ao sistema financeiro

Brasil tem poucas razões para reeleger Dilma, diz The Economist

O executivo admite que o “timing” da chegada da consultoria pode parecer estranho, uma vez que o Brasil passa por um período de desaceleração. Mas Humphreys diz que, independentemente do cenário, a economia brasileira é relevante. “É impossível ignorar o Brasil.”

Do ponto de vista de produto, a companhia diz que os clientes podem ter acesso aos relatórios setoriais por meio de uma assinatura a um website ou solicitar trabalhos customizados. Em casos de estudos específicos, a EIU também pode treinar os executivos responsáveis pela implantação dos projetos.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade