Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Economia dos EUA está ‘longe de ter se recuperado’, diz Bernanke

Por Alex Wong - 9 abr 2012, 21h36

A economia americana está “longe de ter se recuperado completamente” da crise financeira, afirmou em um discurso feito nesta segunda-feira o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Ben Bernanke.

“Passaram três anos e meio desde os dias mais sombrios da crise financeira, mas nossa economia continua longe de ter se recuperado completamente de seus efeitos”, afirmou Bernanke em um discurso cujo texto foi transmitido à imprensa.

“Os custos humanos e econômicos da crise levantam a importância de tomar todas as medidas necessárias para evitar a repetição dos eventos dos últimos anos”, completou em uma coletiva do Fed em Atlanta (Geórgia, sudeste).

Em seu discurso sobre o papel do banco central americano na supervisão do sistema financeiro, Bernanke não citou a política monetária.

Publicidade

Ele disse, no entanto, que depois da crise, “a política de estabilidade financeira adquiriu uma maior importância e é geralmente considerada agora em pé de igualdade com a política monetária”.

Os reguladores financeiros americanos aprovaram em 3 de abril os critérios para determinar que instituições financeiras não bancárias devem ser submetidas à supervisão do Fed, em razão de sua importância. Bernanke assegurou que o banco central está bem guarnecido para assumir esse papel.

Publicidade