Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Draghi diz que Alemanha precisa continuar sendo a âncora de uma moeda forte

Em artigo, o presidente do BCE disse que “apenas uma união monetária e econômica mais forte podem proporcionar isto”

Por Da Redação 29 ago 2012, 09h13

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, considerou que a “Alemanha precisa continuar sendo a âncora de uma divisa forte no centro de uma zona de estabilidade monetária e em uma economia da zona do euro competitiva e dinâmica”.

Em um artigo de opinião publicado nesta quarta-feira na revista alemã Die Zeit, Draghi disse que “apenas uma união monetária e econômica mais forte podem proporcionar isto”.

Leia também:

Empréstimo bancário para empresas cresce na eurozona

“Esta nova arquitetura não requer primeiro uma união política”, ressaltou o presidente do BCE.

Draghi acrescentou que “o BCE fará tudo que for necessário para garantir a estabilidade de preços. Permanecerá independente e sempre atuará dentro dos limites de seu mandato”•

“Deve entender-se que cumprir com nosso mandato algumas vezes requer ir á frente das ferramentas de política monetária”, escreveu Draghi.

Continua após a publicidade

“Temos que regular essas obstruções para assegurar uma política monetária única e, além disso, a estabilidade de preços para todos os cidadãos da zona do euro”, prosseguiu.

“O BCE não é uma instituição política. Mas está comprometida com suas responsabilidades como uma instituição da União Europeia. Como tal, nunca perdemos a visão de nossa missão para garantir uma divisa estável e forte”, segundo o presidente da entidade monetária.

Leia mais

Espanha usará € 60 bilhões para ajudar os bancos

França e Alemanha formam grupo de trabalho para enfrentar crise

Alemanha: especular saída da Grécia do euro é ‘insensato’

(Com agências France-Presse e EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade