Clique e assine com até 92% de desconto

Dow Jones fecha em baixa de 0,25%

Por Da Redação 1 ago 2012, 18h50

Nova York, 1 ago (EFE).- O índice Dow Jones Industrial da Bolsa de Nova York fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,25% depois que o Federal Reserve (Fed, banco central) dos Estados Unidos não anunciou novas medidas para estimular a economia.

Esse indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, diminuiu 32,55 pontos para 12.976,13. Já o índice seletivo S&P 500 caiu 0,29%, e fechou aos 1.375,32 pontos; e o indicador da bolsa eletrônica, a Nasdaq, cedeu 0,66% para 2.920,21 unidades

Com os olhos agora na reunião que o Banco Central Europeu fará amanhã, os investidores optaram pelas vendas em um dia em que se conheceram dados díspares sobre a economia americana, como a contração do setor industrial e um aumento maior do que o esperado do emprego no setor privado.

Também pressionaram para baixo a Wall Street as irregularidades nas transações de um total de 148 valores que operam na Bolsa de Nova York (NYSE), que levaram a paralisar momentaneamente a negociação de vários deles devido a um ‘problema tecnológico’ da firma Knight Capital, que caiu 32,82%.

Os componentes do Dow Jones ficaram praticamente divididos entre os avanços e os retrocessos, de modo que entre as baixas se destacaram a tecnológica Hewlett-Packard (-3,18%), o fabricante de maquinaria pesada Caterpillar (-1,85%) e o Bank of America (-1,63%), entre outras.

Entre as altas desse índice figuraram a seguradora Travelers (1,12%) e a tecnológica Intel (0,89%); enquanto fora desse índice a rede social Facebook caiu 3,82% em um dia no qual voltou a tocar um mínimo histórico desde sua entrada na bolsa, de US$ 20,84.

Por outro lado, o sistema de pagamento MasterCard caiu 2,15%, apesar de anunciar que no primeiro semestre do ano ganhou US$ 1,38 bilhão, 18% mais em comparação com o valor anualizado, já que sua receita não alcançou as expectativas dos analistas.

Pelo contrário, o grupo de comunicação Time Warner subiu 1,23% após anunciar que no primeiro semestre do ano ganhou US$ 1,03 bilhão, 21,5% a menos que o valor anualizado.

Em outros mercados, o petróleo do Texas subiu para US$ 88,91 por barril, o ouro caiu para US$ 1.607 a onça, o dólar avançou perante o euro (que passou a US$ 1,2224) e a rentabilidade da dívida pública americana a dez anos subiu para 1,52%. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade