Clique e assine a partir de 8,90/mês

Dow Jones fecha em alta de 0,36%

Por Da Redação - 19 jan 2012, 19h20

Nova York, 19 jan (EFE).- O índice Dow Jones Industrial da Bolsa de Nova York fechou nesta quinta-feira em alta de 0,36%, aos 12.623,98 pontos.

Já o seletivo S&P 500 subiu 0,49% e o índice composto da bolsa eletrônica Nasdaq avançou 0,67%.

O pregão nova-iorquino celebrou com essas ascensões os resultados melhores que o esperado de dois dos grandes bancos americanos, que conseguiram que o setor financeiro subisse 0,81% em seu conjunto.

O Bank of America, o segundo maior banco dos Estados Unidos por ativos, subiu 2,35% após anunciar que em 2011 lucrou US$ 85 milhões de dólares, com o que superou dois anos consecutivos de números vermelhos.

Mais impressionante foi a alta do Morgan Stanley (5,36%), apesar de ter anunciado antes da abertura que durante 2011 registrou um lucro líquido de US$ 2,1 bilhões, 37% menor que o anualizado, embora também acima das baixas expectativas de Wall Street.

Continua após a publicidade

Quase não influiu sobre o ritmo da jornada a declaração de concordata da histórica empresa fotográfica Kodak, que após mais de um século cotando na Bolsa de Nova York foi expulsa desse mercado e começou a negociar nos mercados secundários.

Dois terços dos componentes do Dow Jones fecharam em terreno positivo liderados pela alta de Bank of America e seguidos pelo produtor de alumínio Alcoa (1,6%), o fabricante de maquinaria pesada Caterpillar (1,43%) e a tecnológica Cisco (1,28%).

O lado negativo foi capitaneado pela farmacêutica Pfizer (-0,59%) e pelo grupo United Technologies (-0,53%).

No Nasdaq, a Apple perdeu 0,32%, mesmo com o lançamento do iBooks 2, para que os estudantes baixem no iPad livros de texto interativos, que combinam texto, vídeos, fotos e objetos em três dimensões.

Em outros mercados, o barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) caiu 0,2% para US$ 100,39, o ouro desceu para US$ 1.654,5 a onça, o dólar perdia força em relação ao euro (que fechou cotado a US$ 1,2968) e a rentabilidade da dívida pública americana a dez anos ascendia para 1,98%. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade