Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Dona do restaurante Griletto compra rede de lanchonete Croassonho

Com a aquisição, a Halipar chega a  400 unidades e pretende aumentar sua presença no sul do país,

Por Felipe Machado Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 7 jun 2017, 20h00 - Publicado em 7 jun 2017, 19h59

A Halipar anunciou nesta quarta-feira a que assumiu o controle da rede de lanchonetes Croasonho. A companhia, que é dona das redes de restaurantes Griletto, Montana (grelhados) e Jin Jin (comida oriental) adquiriu mais da metade das ações da empresa especializada em croissants recheados. A participação exata e o valor da operação não foram divulgados.

 

Com a aquisição, a Halipar chega a  400 unidades e pretende aumentar sua presença no sul do país, com um negócio diferente daqueles que tinha no seu portfólio. Nós não tínhamos nenhuma unidade no Rio Grande do Sul, e nossa presença em Santa Catarina e no Paraná era tímida”, disse a VEJA o presidente da empresa, Ricardo Alves. A operação da Croasonho permanecerá com os atuais gestores, e a sede da marca seguirá em Caxias do Sul.

Continua após a publicidade

A empresa quer chegar a 1.000 unidades até 2020, sendo que a maior parte do crescimento será pro meio de mais aquisições. No radar, estão empresas do ramo de alimentação que não atuem no mesmo ramo que as existentes, ou concorrentes diretos que tenham presença em regiões que a Halipar não tem presença forte, como nas regiões Sul, Norte e Nordeste.

A Croasonho tem 72 unidades e faturamento anual de 110 milhões de reais. A Halipar projeta fechar o ano com faturamento de 700 milhões de reais após a aquisição, e a meta é chegar a 1,3 bilhão de reais em três anos.

Outra forma de expansão é incentivar que os franqueados das redes já existentes se interessem pelos outros negócios, aproveitando do apoio da empresa. “Queremos dar uma nova oportunidade de negócio. Nós temos, por exemplo, parceria com instituições financeiras que podem oferecer linhas de créditos para financiamento”, diz Alves. O presidente avalia que o momento é bom para aquisições de redes,  e que há muita gente pretendendo investir em franquias, mas não o faz por causa da situação da economia.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.