Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dólar turismo é vendido a R$ 4,70 em casas de câmbio de SP e Rio

Valor mais alto é para compra da moeda em cartão pré-pago; câmbio registrou máxima histórica na véspera e caminha para renovar patamar nesta terça-feira

Por da Redação - Atualizado em 26 nov 2019, 16h47 - Publicado em 26 nov 2019, 16h40

O dólar comercial bateu novo recorde ontem e caminha para fechar em uma nova alta histórica nesta terça-feira, 26. Para quem está com viagem marcada e precisa comprar a moeda, o valor é bem mais alto que os 4,24 reais registrados no câmbio comercial por volta das 16h30. Em casas de câmbio de São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, o dólar em dinheiro vivo chega a custar 4,48, reais já considerado o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Para quem compra no cartão pré-pago, o valor é ainda maior: 4,70. Se a viagem for para a Europa e o turista precisar comprar euro, os preços chegaram nesta tarde a 4,94 reais, no dinheiro, e a 5,17 reais, no cartão pré-pago.  Os valores foram consultados pela reportagem no site MelhorCâmbio.com, comparador de preços de casas de câmbio, por volta das 16h30 desta terça-feira. 

O dólar turismo é atrelado ao comercial, mas seu valor é mais caro, pois envolve o custo de operação de casas de câmbio e o IOF. . Para compras em espécie, incide-se 1,1% do imposto. Já no cartão pré pago, a porcentagem é de 6,38%. Essa porcentagem também é aplicada nas compras feitas no exterior com cartão de crédito internacional.

Disparada

Na segunda-feira, a moeda fechou nos 4,22 reais no valor mais elevado desde o início do Plano Real, motivado pelo anúncio de déficit de 7,9 bilhões de dólares em transações correntes em outubro, que levou o saldo dos últimos 12 meses bater a marca de negativos 3% do Produto Interno Bruto (PIB). A noite, após o fechamento do mercado, o ministro da economia Paulo Guedes, disse que é preciso que o brasileiro se acostume com o câmbio mais alto. 

Continua após a publicidade

Para tentar conter a alta da moeda, o Banco Central fez dois leilões. Após a segunda intervenção, a moeda, que chegou aos 4,27 reais estava nos 4,24 reais. O Ibovespa, principal índice acionário da bolsa brasileira, acompanhava o dia de mau humor e operava em queda de 1,34%

Publicidade