Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar tem quarta sessão de queda ante o real e recua a R$ 3,12

Nos dois primeiros dias de abril, moeda americana acumula queda de 2,28%

Em meio a uma aparente trégua nas tensões políticas entre o governo e a base aliada, o mercado encontrou espaço para devolver parte dos ganhos embutidos nos preços em março e o dólar à vista marcou nesta quinta-feira sua quarta sessão consecutiva de queda em relação ao real. O movimento de desvalorização foi mais acentuado do meio da tarde, sob influência direta do exterior, onde a moeda norte-americana cai forte ante o euro e outras divisas de países ligados a commodities ou emergentes.

No mercado de balcão, após oscilar entre altas e baixas pela manhã, o dólar se firmou no território negativo à tarde para terminar em baixa de 1,45% ante o real, negociado a 3,12 reais no balcão. Na máxima da sessão, marcou 3,18 reais. No mês de abril, a divisa acumula perda de 2,28%. Mas, em 2015, sobe 17,78%. Na BM&FBovespa, a moeda para maio exibia desvalorização de 1,70%, cotada a 3,15 reais por volta das 16h30. O volume no mercado à vista era razoável, de aproximadamente 1,788 bilhão de dólares perto das 16h40, sendo 1,689 bilhão de dólares, já que muitas operações foram antecipadas em virtude do feriado.

LEIA TAMBÉM:

Em resposta ao caso Petrobras, BM&FBovespa faz plano para melhorar governança de estatais

Preços de alimentos caem para mínima de quase 5 anos, mostra a FAO

A venda de dólares ocorre apesar de amanhã ser feriado de Páscoa no Brasil, o que poderia sugerir uma postura mais defensiva por parte do investidor, já que o dado mais esperado pelo mercado na semana – o relatório oficial de empregos (payroll) – será conhecido apenas na sexta-feira. “Todas as moedas estão se valorizando em cima do dólar. Não é apenas o real”, destacou um profissional ouvido pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

(Com Estadão Conteúdo)