Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dólar tem maior alta em uma semana e fecha a R$ 3,75; Bolsa cai 0,34%

Após um pregão morno, o índice cai levemente puxado pelos bancos e chega aos 95 mil pontos

Por Da Redação - 13 fev 2019, 19h07

O dólar fechou em alta de 1,05% ante o real nesta quarta-feira, 13 e voltou ao valor de 3,75 reais na venda, após queda na véspera e em meio a ansiedade ligada à reforma da Previdência. Foi a maior alta percentual diária desde o dia 6 de fevereiro. Já o Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira teve leve queda nesta quarta-feira, 13. O pregão se encerrou aos 95.842,40 pontos, baixa de 0,34%, puxada pelo fraco desempenho das ações de bancos

As subidas da Petrobras, com variação positiva de 3,06% e da Vale, ganho de 2,26% não foram suficientes frente a influência negativa dos bancos neste pregão. O Banco do Brasil caiu 2,27%, Itau teve queda de 2,15% e o o Bradesco de 0,84%. Números que puxaram o índice.

A alta do presidente Jair Bolsonaro agita os investidores após dias de espera. De acordo com o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) o ministro da Economia, Paulo Guedes deve discutir a reforma da Previdência com o presidente já nesta quinta-feira, 14.

O gerente de câmbio da Tullet Prebon, Italo Abucater afirmou que apesar das sinalizações de que a pauta poderá começar a caminhar, ainda não há informações suficientes para se desenhar um cenário de médio prazo, o que acaba segurando o investidor.

Continua após a publicidade

O mercado também observa o impasse norte-americano sobre segurança na fronteira com o México, com chance do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sancionar o acordo feito no Congresso, por Republicanos e Democratas, pela liberação de verba para a construção do muro entre os dois países.

(Com Reuters)

Publicidade