Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar sobe 2% com cautela por Europa

O dólar fechou em alta de 2% nesta segunda-feira, acompanhando a volatilidade do mercado global de câmbio, após agências de classificação de risco esfriarem o ânimo inicial dos investidores com a cúpula de líderes da União Europeia (UE) realizada na semana passada.

A moeda americana avançou 2,14%, a 1,8445 real para venda. Em relação a cesta com as principais divisas, o dólar tinha alta de 1,18% por volta das 17h30.

Na sexta-feira, o dólar havia recuado 0,63% após líderes europeus avançarem com uma proposta de mudança do tratado da UE que visa combater a crise de confiança sobre a dívida de países como Itália e Espanha.

Mas a agência Fitch informou nesta segunda-feira que a ausência de uma solução “abrangente” e imediata para a crise aumentou a pressão de curto prazo sobre os ratings dos países da zona do euro. Na mesma linha, a Moody’s informou que os ratings da zona do euro continuam sob pressão, e que espera revisar as notas no primeiro trimestre do próximo ano.

O mercado aguarda ainda para os próximos dias a definição da Standard & Poor’s sobre as notas dos países da região. Antes da cúpula, a agência havia ameaçado rebaixar os ratings de vários países, incluindo Alemanha e França. Nesta segunda-feira, a agência argumentou que serão necessárias mais cúpulas para resolver o problema na zona do euro.

“Especula-se que haverá pelo menos um rebaixamento”, afirmaram analistas da Scotia Capital, em relatório.

A taxa Ptax, calculada pelo Banco Central e usada como referência para os ajustes de contratos futuros e outros derivativos de câmbio, fechou a 1,8219 real para venda, em alta de 0,49% ante sexta-feira.