Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar opera em alta com tensão sobre noticiário local

Moeda americana avança mais de 1% com investidores preocupados com a possibilidade de uma nova redução na meta fiscal e os desdobramentos da crise política

O dólar opera em alta nesta sexta-feira, acompanhando a cotação da moeda no exterior e sustentado pela preocupação dos investidores com o pesado noticiário local. O fato de a divisa ter acumulado perdas na últimas duas sessões também contribuem para o aumento. Por volta das 15h, a divisa subia a 1,12%, sendo negociada a 3,84 reais.

O mercado reage principalmente às notícias que saíram hoje de que o governo estuda rever novamente a meta fiscal deste ano, atualmente em superávit de 0,15% do Produto Interno Bruto (PIB). Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff já avalia a possibilidade de um rombo de 60 bilhões de reais nas contas públicas.

Os investidores também ficam na defensiva com os rumores crescentes de uma possível saída do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e com a recente declaração do deputado Ricardo Barros (PR-PR), relator do Orçamento de 2016, de que não incluirá a CPMF na proposta. Além disso, os operadores ainda digerem o rebaixamento da nota de crédito do país, com manutenção da perspectiva negativa, pela agência de risco Fitch.

Do lado político, há preocupações com os desdobramentos das investigações envolvendo o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e com o avanço dos pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Fontes do mercado de câmbio citaram ainda que expectativas com a retomada da apreciação de vetos presidenciais pendentes no Congresso, com a reunião do Copom e divulgação do PIB da China nos próximos dias estimulam a procura por dólar.

Leia também: Mesmo após corte da nota de crédito do país, dólar fecha em baixa

Brasil fica a um degrau de perder grau de investimento da Fitch

Prévia do PIB cai 0,76% em agosto, aponta BC

(Com agências)