Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar fecha estável na espera por eleição no Congresso

O Ibovespa, principal índice acionário do país, ganhou 0,48% e fechou o dia a 97.861 pontos, novo recorde histórico

Na expectativa pela definição dos presidentes da Câmara e do Senado, o dólar fechou a sessão desta sexta-feira, 1º, perto da estabilidade, a 3,6580, baixa de 0,09%. Na semana, porém, a moeda teve queda de 2,78%, a maior desde os cinco dias finais de 2018, quando recuou 4,06%. Já o índice Ibovespa fechou nesta sexta-feira em alta de 0,48%, aos 97.861,27 pontos, encerrando a semana com mais um recorde histórico.

Ao menos para a presidência da Câmara, a expectativa é que a eleição não tenha surpresas e Rodrigo Maia (DEM-RJ) seja reeleito. Para o Senado, o esperado é que Renan Calheiros (MDB-AL) seja escolhido, mas uma articulação contra a candidatura dele ganhou força. Na dúvida sobre o cenário final para o Congresso, operadores destacam que os investidores preferiram não ficar muito expostos a riscos.

No cenário externo, o Bank of America Merrill Lynch (BofA) afirmou permanecer otimista com o real, na medida em que a moeda deve continuar se apreciando em meio a um ambiente favorável tanto local quanto no exterior.

“No mercado doméstico, progressos nas reformas devem remover prêmios de riscos adicionais e fortalecer a moeda”, afirma relatório nesta sexta-feira. Um dos alertas que o BofA faz é para o risco de decepção, na medida em que a governabilidade de Jair Bolsonaro ainda está para ser testada. O banco vê o dólar ao redor de 3,60 reais.

(Com EFE e Estadão Conteúdo)