Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar fecha a R$ 3,56, menor nível em sete meses

Mercado de câmbio reagiu à entrada de divisas no país e ao cenário político nebuloso no Brasil; na mínima do dia, moeda chegou a descer a 3,53 reais

O dólar fechou no menor nível em sete meses e voltou a se aproximar de 3,55 reais nesta sexta-feira. O mercado reagiu à entrada de divisas no país e ao cenário político ainda nebuloso.

No fim da sessão, o dólar recuou 0,93%, a 3,56 reais na venda, menor nível de fechamento desde 27 de agosto de 2015 (3,55 reais). A moeda americana atingiu 3,62 reais na máxima e, na mínima, desceu a 3,53 reais.

Operadores relataram algum fluxo de entrada de moeda estrangeira, sobretudo no fim da manhã que, dentro de um mercado com baixo volume, potencializou a queda do dólar.

“O mercado está sensibilizado pelo noticiário político e um fluxo mais relevante acaba fazendo estrago”, disse o gerente de câmbio da corretora BGC Liquidez, Francisco Carvalho.

No âmbito da Operação Lava Jato, a Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira o ex-secretário do PT Silvio Pereira e o empresário de Santo André Ronan Maria Pinto com o objetivo de aprofundar investigações sobre empréstimo fraudulento de 12 milhões de reais do Banco Schahin direcionado ao PT.

Apesar de haver divisão de opiniões entre investidores, o mercado de câmbio vem reagindo com otimismo a notícias que possam aumentar as chances de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Leia mais:

Caixa troca presidente da Funcef, que acumula déficit de R$ 13,2 bi

Venda de veículos recua 23,59% em março, diz Fenabrave

Bovespa – No mercado de ações, melhora do ambiente externo, em especial durante a tarde, e a nova fase da Lava Jato definiram o avanço da Bovespa. O Ibovespa, índice de referência, terminou em alta de 1,01%, aos 50.561,53 pontos, com ganhos importantes em algumas blue chips, empresas com ações mais negociadas.

Vale ON (ordinária, com direito a voto) subiu 2,38% e Vale PN (preferencial, sem direito a voto) teve alta de 4,31%. No setor financeiro, Bradesco PN avançou 1,96% e o papel PN de Itaú Unibanco teve alta de 0,67%. Petrobras titubeou: -0,94% a ON e +0,12% a PN.

(Com Reuters)