Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dólar comercial abre em alta de 0,06%, a R$ 1,601

Por Da Redação - 24 ago 2011, 10h10

Por Cristina Canas

São Paulo – O dólar comercial abriu com valorização de 0,06%, cotado a R$ 1,601, no mercado interbancário. Às 10h08, a moeda norte-americana subia 0,13%, sendo negociada a R$ 1,602. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista tinha queda de 0,12%, a R$ 1,599.

Medidas de controle de capital e câmbio foram anunciadas hoje no Japão, mas o mercado de moedas parece ignorar isso, pelo menos por enquanto. Também não dá muito importância ao rebaixamento da classificação de risco da dívida do país, que passou de Aa2 para Aa3, com perspectiva estável, pela Moody’s. E o iene continua a subir ante o dólar, embora sem muito fôlego nesta manhã.

O principal fator que sustenta o otimismo do mercado ainda é a perspectiva de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) anuncie, na sexta-feira, medidas para incentivar a economia do país. E os investidores seguirão de olho nos indicadores de atividade norte-americana e europeia. Nesse sentido vale registrar que hoje saiu o dado de venda de bens duráveis nos EUA em julho, com alta de 4%, melhor do que os 2% esperados. Às 11 horas, sai o índice de preços de moradias em junho.

Continua após a publicidade

Aqui, saem os dados do fluxo cambial, mas os números foram antecipados ontem pelo chefe do departamento econômico do Banco Central (BC), Túlio Maciel. Segundo ele, o fluxo cambial em agosto até a última sexta-feira estava positivo em US$ 7,760 bilhões. O fluxo comercial no período teve superávit de US$ 6,660 bilhões, resultado de exportações de US$ 17,719 bilhões e importações de US$ 11,059 bilhões. O fluxo financeiro está positivo em US$ 1,101 bilhões, resultado de ingressos de US$ 19,860 bilhões e saídas de US$ 18,759 bilhões. As compras de dólares do BC elevaram as reservas internacionais em US$ 4,732 bilhões em agosto até ontem.

Publicidade