Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Dólar cai a R$ 3,76 após duas sessões de alta; bolsa fecha estável

Sem reforma da Previdência, investidores voltam suas atenções ao cenário externo com perspectiva de corte de juros nos EUA

Por da Redação 17 jul 2019, 18h30

dólar comercial fechou nesta quarta-feira, 13, em queda após duas sessões de alta de 0,2% cotado aos 3,76 reais na venda. A moeda manteve a volatilidade vista esta semana, com investidores de olho no cenário externo. O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, ficou praticamente estável pelo segundo pregão consecutivo, com teve leve alta de 0,1%, aos 103.855 pontos.

Sem calendário da reforma da Previdência, o mercado está seguindo o cenário externo nesta semana. A proposta que modifica as regras de aposentadoria no país deve ser votada no plenário da Câmara dos Deputados, em segundo turno, apenas no dia 6 de agosto, quando os parlamentares retornam de recesso.

  • As atenções dos investidores, então, têm se voltado às tensões comerciais entre China e Estados Unidos e principalmente à perspectiva de corte de juros nos Estados Unidos, pelo Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos EUA). O presidente do colegiado, Jerome Powell, vem dando indícios de que a próxima reunião do órgão, marcada para 30 e 31 de julho, seja de redução nos juros. Atualmente, a taxa de juros no país está entre 2,25% e 2,5%.

    O mercado externo espera que uma queda possa trazer retomada de ritmo forte para a economia estadunidense, em um momento que sinais de desaceleração global  começam a surgir, segundo órgãos internacionais como o Fundo Monetário Internacional (FMI). Já os investidores brasileiros projetam que a redução nos juros nos EUA tende a melhorar a liquidez e atrair capital para mercados emergentes como o Brasil.

    (Com Reuters)

    Continua após a publicidade
    Publicidade