Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dívida pública atinge menor nível em relação ao PIB

Segundo o BC, país superou a meta de superávit primário prevista para o ano - desta vez, sem contabilidade criativa

Por Da Redação - 31 jan 2012, 10h09

A meta em 2012 foi ampliada em 10 bilhões de reais pela equipe econômica para ajudar na política do BC de combate à inflação

O setor público brasileiro registrou superávit primário de 1,934 bilhão de reais em dezembro, acumulando no ano saldo positivo de 128,710 bilhões de reais, segundo dados divulgados pelo Banco Central nesta terça-feira. Sem lançar mão da famosa ferramenta de contabilidade criativa, a qual o ministro Guido Mantega parece ser adepto, o resultado ficou acima da meta oficial do governo para o período, de 127,9 bilhões de reais.

Em 2011, o resultado primário acumulou superávit equivalente a 3,11% do Produto Interno Bruto (PIB). Já a dívida pública ficou em 36,5% do PIB em dezembro, ou 1,508 trilhão de reais, frente aos 36,6% de novembro. É a menor relação dívida/PIB da história para um ano fechado.

A meta em 2012 foi ampliada em 10 bilhões de reais pela equipe econômica para ajudar na política do BC de combate à inflação, o que o governo vem chamando de ‘novo mix de política fiscal e monetária’.

Continua após a publicidade

O déficit nominal ficou em 18,640 bilhões de reais no mês passado, chegando a 107,963 bilhões de reais no ano, o que representou 2,61 por cento do PIB. O BC havia previsto 2,5%. Já o gasto com juros continuou se expandindo e chegou a 236,673 bilhões de reais, ou 5,72% do PIB, em 2011. No mês passado, a despesa com juros atingiu 20,574 bilhões de reais.

Os governos regionais contribuíram com o superávit primário do ano com uma economia de 32,963 bilhões de reais, apesar de em dezembro terem registrado déficit de 508 milhões de reais. As empresas estatais economizaram 2,712 bilhões de reais no ano e registraram um déficit de 61 milhões de reais no mês passado, de acordo com o Banco Central.

Esperava-se que as estatais e os governos locais realizassem uma economia de 36,1 bilhões de reais, mas o valor não passou de 35,7 bilhões de reais. A dívida bruta do governo atingiu 2,244 trilhões de reais ou 54,3% do Produto Interno Bruto. O PIB de 2011 ficou, segundo a autoridade monetária, em 4,135 trilhões de reais.

(Com agência Reuters)

Publicidade