Empresas recorrem à transformação digital para aprimorar processo de vendas no Brasil

Por DINO - Atualizado em 29 maio 2019, 12h56 - Publicado em 27 maio 2019, 07h40

Ainda não é consenso no Brasil, tampouco uma certeza – mas o cenário está alterando, especialmente com a expectativa de retomada da economia no país.

A transformação digital é uma mudança que somente uma em cada quatro empresas está pronta para encarar. Quem fala isso é a pesquisa rodada pelo IDC, que ouviu 100 companhias de grande porte em território brasileiro.

Embora o número ainda baixo de organizações que têm como convicção a modernização dos seus processos, o mesmo estudo aponta uma perspectiva otimista para o futuro. Pouco menos da metade delas – 42% – deseja iniciar, entre 2019 e 2021, a transformação digital dos negócios. Todavia, a pesquisa notou que não há, ainda, qualquer preparação e até mesmo maturidade para que essa mudança seja iniciada.

Dentro dessa realidade, transformar o processo de vendas é um dos maiores desafios que as empresas encontram no seu dia a dia. Quem faz essa constatação é o CEO do CRM de Vendas PipeRun, Cezar Gehm. Por conta disso, houve a concepção de uma ferramenta que ajudasse as organizações nesse sentido.

“A ideia do CRM surgiu da necessidade de clientes de outro negócio que possuíamos: uma agência de marketing digital. O PipeRun começou como um produto da agência para atender a demanda de alguns clientes e, em pouco tempo, se tornou o negócio principal”, declarou. “O software, idealizado para acelerar os processos de vendas nas empresas, evoluiu muito rapidamente em um curto espaço de tempo e tem feito sucesso no mercado”, emendou.

Não à toa, no último dia 17 de abril, a startup sediada em Porto Alegre/RS, celebrou dois anos do seu lançamento atingindo 650 clientes B2B ativos no país. Antes de completar 20 meses, no final de 2018, o PipeRun foi eleito pelo B2B Stack como um dos top 3 líderes da categoria de CRM no Brasil.

“Ainda notamos um pouco de resistência à transformação digital. Mas, a bem da verdade, é algo necessário para as empresas não só crescerem, mas viabilizarem-se em médio e longo prazo”, afirmou.

Um dos motivos pelos quais as empresas não estão prontas para se transformar, entende o sócio e diretor de tecnologia do PipeRun, Osvaldo Gehm, é o fato de as ferramentas e serviços oferecidos aos clientes não atenderem suas reais necessidades.

“É por isso que ao final de cada ano rodamos uma pesquisa com nossos usuários para mapear as principais dores em suas operações e priorizarmos as ‘dores’ mais comuns”, contou.

“O alinhamento com a necessidade do cliente é levantada em conjunto com os times de atendimento, pré-vendas, vendas e CS. Isso nos mostra sempre o melhor caminho, a melhor decisão sobre o que priorizar. Lançamos recentemente nosso aplicativo e estamos evoluindo novas funcionalidades junto ao sistema”, continuou.

A transformação digital em vendas

Atualmente, o CRM PipeRun conta com clientes em mais de 20 estados no país. A empresa atende segmentos de tecnologia, financeiras, corretoras, educação, facilities, contabilidade, hotelaria, agências de marketing, construtoras, imobiliárias e indústrias e conta no portfólio com clientes de renome como Netshoes, Acqio, Banco Banestes, 4all, RGIS, Assertiva e muitos outros.

Essas marcas são celebradas por Fausto Reichert, sócio e diretor comercial da empresa. Segundo ele, o nível de maturidade da ferramenta faz com que clientes dos mais variados segmentos escolham o PipeRun em meio a tantas opções.

“É gratificante ver a escalada que conseguimos dar nesses dois anos de operação”, disse. “Não tenho nenhuma dúvida de que só conseguimos chegar nessa marca com o trabalho dedicado do nosso time e ouvindo, acima de tudo, o que o cliente tem como necessidade em seus negócios”, completou.

Atualmente com um time de 21 profissionais, o PipeRun tem operações em Porto Alegre e Santa Maria, ambas no Rio Grande do Sul. A primeira voltada para estratégias de expansão e sustentação e a segunda para inovação e desenvolvimento.

“É importante destacar a sinergia de todo o nosso time nas duas operações. Temos muito orgulho do trabalho realizado no dia a dia. Tudo o que fazemos repercute na qualidade da entrega e na satisfação do nosso cliente, por consequência”, comentou Cezar.

Em 2019, a empresa foi selecionada para participar do projeto de internacionalização do Sebrae GlobalTech, e alguns programas de mentoria como o Inovativa Brasil. Nesse mesmo ano, o objetivo é atingir a marca de mil clientes ativos no Brasil, aumentando o faturamento em 300% em relação ao ano anterior, com 50 pessoas na equipe.

Website: https://crmpiperun.com/

Publicidade