Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma diz que país precisa equacionar juros, câmbio e impostos

BRASÍLIA, 20 Abr (Reuters) – A presidente Dilma Rousseff destacou nesta sexta-feira que o país precisa equacionar três amarras -taxas de juros, taxa de câmbio e impostos altos- para passar a ser também um grande exportador de manufaturas.

“Temos de equacionar três amarras deste país e construir o chamado quarto caminho. As três amarras são taxa de juros, taxa de câmbio e impostos altos. E o caminho é a educação de qualidade”, afirmou a presidente em discurso durante cerimônia de formatura de novos diplomatas no Ministério de Relações Exteriores.

Dilma ressaltou ainda a importância de o país mostrar que é possível estabelecer outra política de relacionamento internacional, de não-submissão, e que os Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) são estratégicos para a expansão da economia global.

“Acredito que a relação com os países da Ásia é estratégica para o Brasil, porque o Brasil é um grande fornecedor, e será sempre um grande forncedor de commodities, mas será, e eu asseguro a vocês, um grande fornecedos também de manufaturas.”

(Reportagem de Ana Flor)