Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Dilma critica posicionamento europeu contra Zona Franca de Manaus

Em entrevista, presidente afirmou que defenderá sistema tributário da região em todas as instâncias

Por Da Redação 14 fev 2014, 15h08

A presidente Dilma Rousseff criticou, nesta sexta-feira, o questionamento feito pela União Europeia contra o sistema tributário vigente na Zona Franca e se comprometeu a defendê-lo em todas as instâncias. “Vamos defender esse sistema tributário em todas as instâncias, na Organização Mundial do Comércio, onde for. Estarei na União Europeia e um dos temas da minha pauta será a Zona Franca de Manaus”, afirmou a presidente, durante entrevista a rádios de Manaus.

Autoridades do Brasil, Estados Unidos, Japão e Argentina estão reunidas desde quinta-feira em Genebra, na Suíça, para discutir as políticas protecionistas do governo brasileiro, após a União Europeia contestar, na Organização Mundial do Comércio (OMC), uma série de medidas de incentivos e subsídios do país, dentre elas a Zona Franca de Manaus.

Leia também:

S&P se reúne com governo após anúncio de meta fiscal

Proposta de acordo com UE deve ser concluída este mês

Prorrogação – A presidente ressaltou, nesta sexta-feira, que o governo está empenhado em aprovar, ainda este ano, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prorroga a Zona Franca de Manaus por 50 anos, até 2073. Dilma classificou o projeto como “prioridade” e disse contar com a “sensibilidade” dos parlamentares para aprovar a prorrogação que, segundo ela, ajudará a garantir a preservação da floresta amazônica.

Em Manaus, a presidente participa da entrega de unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida e realiza visitas às obras da Arena Amazônia, estádio que receberá jogos da Copa do Mundo, e ao Barco-Escola Samaúma 2, do Senai do Amazonas.

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade