Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma confirma privatização de trecho da BR-163 neste ano

Concessão irá de Sinop (MT) ao porto de Miritituba (PA), rota alternativa para o escoamento de grãos do Centro-Oeste

A presidente Dilma Rousseff reiterou nesta quarta-feira que a privatização do trecho da rodovia BR-163 entre Sinop, em Mato Grosso, e o porto de Miritituba, no Pará, será feita ainda neste ano. Esta é uma rota promissora para o escoamento de grãos do Centro-Oeste. “Nós vamos conceder para a iniciativa privada e já tivemos manifestação de interesse na construção do trecho”, disse Dilma em entrevista a rádios da cidade de Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso.

A presidente falou ainda que a conclusão da BR-163 até Santarém, no Pará, está “realmente muito próxima” e disse que um trecho pavimentado de 121 quilômetros deve ser entregue até o meio do ano que vem.

Além da BR-163 (MT/PA), A presidente já havia comentado no fim de janeiro sobre outros três trechos que estão na lista de concessões rodoviárias: um pedaço da BR-480 entre Goiás e Minas Gerais e dois trechos da rodovia federal BR-364 (um entre as cidades de Rondonópolis e Goiânia e outro entre os estados do Mato Grosso e Minas Gerais).

Na entrevista à rádio local, Dilma também comentou que o edital para a contratação da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico) aguarda manifestação do Tribunal de Contas da União (TCU) para ser publicado. As concessões de ferrovias estão bem atrasadas.

Leia mais:

Dilma anuncia leilões da ponte Rio-Niterói e de quatro trechos rodoviários

Com BR-040, governo faz último leilão de rodovias do ano

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reduziu a estimativa para a safra 2013/2014 de soja do Brasil para 90 milhões de toneladas na terça-feira. Mas, o órgão elevou a estimativa para a safra de soja do Mato Grosso para a temporada.

A rota de escoamento de grãos para os portos da bacia do Rio Amazonas é uma esperança antiga dos produtores de Mato Grosso, que perdem competitividade devido aos elevados custos de frete até os terminais de Santos (SP) e Paranaguá (PR).

A BR-163 é considerada a peça fundamental para viabilizar o embarque de grãos nos terminais de Miritituba e Santarém. Mesmo com o asfalto ainda não concluído, o trecho já começa a receber um fluxo maior de cargas na atual safra 2013/14.

Leia ainda: Governo vai contestar TCU sobre portos, diz Gleisi

FMI: infraestrutura deve limitar crescimento do Brasil

(com agência Reuters)