Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Dilma assina decreto que autoriza migração de rádios AM para FM

Segundo a presidente, a possibilidade de mudança é "justa" e cria condições para que estas rádios continuem funcionando e se adaptem a novas tecnologias

Por Da Redação
7 nov 2013, 15h32

A presidente da República, Dilma Rousseff, assinou nesta quinta-feira o decreto que autoriza a migração das rádios AM para a frequência FM. “Faço justiça a milhares de radialistas e às rádios AM espalhadas pelo país prestando serviços à população. Em muitas pequenas localidades do Brasil essas rádios são os instrumentos de conexão entre as pessoas que integram a nossa população. É importante que o estado crie condições para que continuem funcionando e se adaptem às novas tecnologias de telecomunicações”, afirmou.

De acordo com a presidente, a migração melhora a qualidade da transmissão dessas rádios, que terão menos ruídos e interferências. “As rádios AM vão manter seus ouvintes e até ganhar mais audiência, propiciando maior poder de negociação com anunciantes. Além disso, com novos aplicativos, poderão transmitir para celulares e tablets via internet, chegando também às novas gerações que utilizam esses aparelhos”, completou.

Leia também:

Dilma Rousseff aprova ‘gatilho’ para combustíveis

Dilma afirma que governo vai desburocratizar abertura de empresas

Continua após a publicidade

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, lembrou ainda que, nos últimos anos, foi observado um desinteresse pela transmissão AM e que alguns rádios de veículos nem sintonizam mais essa frequência. Conforme explicou, os interessados poderão solicitar a mudança a partir de 1º de janeiro de 2014. “Quem quiser continuar no AM poderá solicitar ampliação de cobertura para caráter regional e nacional”, afirmou.

De acordo com Bernardo, haverá uma fase de transição na qual os radiodifusores poderão transmitir nas duas frequências, até que a população se adapte. Em sua opinião esta será uma transição rápida e, na hipótese de não haver canal de rádio disponível em determinado local, serão utilizadas as frequências dos canais 5 e 6 da televisão.

O ministro explicou ainda que futuramente outras medidas terão de ser adotadas para garantirem que os aparelhos de rádio possam sintonizar essas frequências. Já sobre o modelo brasileiro de rádio digital, Bernardo afirmou que novos testes ainda serão realizados pelo ministério em 2014.

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.