Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma anuncia licitação da BR-163 para novembro

Previsão é de que duplicação da rodovia de 851 quilômetros fique pronta em até cinco anos

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quinta-feira que 851 quilômetros da BR-163 vão ser licitados em novembro. A previsão é que a duplicação da rodovia fique pronta em até cinco anos, disse a presidente em entrevista a rádios de Mato Grosso. Dilma está em Rondonópolis para a inauguração do trecho da Ferronorte que vai ligar a cidade a Itiquira. A duplicação das rodovias em cinco anos é, segundo apurou a coluna Radar on-line, de Lauro Jardim, o principal fator que espantou os investidores do leilão da BR-262, o primeiro fracasso do pacote rodoviário anunciado pela presidente.

Ela disse também que trechos da BR-364, que somam 336 quilômetros, serão licitados à iniciativa privada em outubro por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), ao custo de 1,6 bilhão de reais. A presidente anunciou ainda que o projeto entre Jaciara e a Serra de São Vicente começará a ser elaborado agora.

Dilma afirmou que o governo federal vai lutar para garantir as licitações até o último momento. Segundo a presidente, as licitações contemplam as rodovias mais importantes do país.

Leia também:

Próximos trechos serão analisados ‘com todo o carinho’, diz ministro

Governo não desistiu do mico: voltará a leiloar a BR-262

Ferronorte – Sobre a inauguração de um trecho da ferrovia Ferronorte, no Mato Grosso, Dilma disse que o trecho permite a redução de custos e dá maior competitividade internacional à economia brasileira.

Dilma citou o modelo de transporte de cargas implantado em países como os Estados Unidos para defender a ampliação da malha ferroviária brasileira, que, segundo ela, está dois séculos atrasada em relação a outros países desenvolvidos.

Na opinião de Dilma, além da ampliação da malha ferroviária ser algo bom economicamente, ela tira o transporte de carga das rodovias, o que torna o transporte de passageiros mais seguro.

Leia ainda: Formado por empresas ‘desconhecidas’, consórcio Planalto quer disputar mais um trecho

(com Estadão Conteúdo)