Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Diamante ‘Blue Moon’ é leiloado por US$ 48,4 milhões

Valor da joia de coloração azul estabeleceu um novo recorde para uma pedra preciosa em leilão, segundo a casa Sotheby's

Por Da Redação - 11 nov 2015, 22h14

O raro e impecável diamante azul batizado de Blue Moon foi leiloado na noite desta quarta-feira em Genebra pela casa Sotheby’s com o preço recorde de 48,4 milhões de dólares. O valor estabeleceu um recorde para uma pedra preciosa em leilão, afirmou a Sotheby’s.

Antes da venda, o diamante azul de 12,03 quilates colocano em um anel tinha valor era estimado entre 35 e 55 milhões de dólares. “É um novo recorde de preço para qualquer pedra preciosa e por quilate”, disse o presidente mundial da divisão internacional de joias da Sotheby’s, David Bennett, que conduziu o leilão em Genebra.

Para poder realizar lances pelo diamante, os candidatos à compra precisavam fazer um registro e dar garantias à Sotheby’s. O dono do lance mais alto e novo proprietário do diamante foi um comprador de Hong Kong.

O Blue Moon era o último lote do tradicional leilão de alta joalheria da Sotheby’s. Outra peça de destaque, um anel com um enorme rubi encrustado, que pertenceu à rainha Maria José da Bélgica, não teve comprador. O valor era estimado entre 6 e 9 milhões de dólares.

Publicidade

Mais sorte teve o ator escocês Sean Connery, que vendeu duas joias na ocasião. Um diamante pingente rosa-alaranjado de sua propriedade foi arrematado por 3,38 milhões de dólares, enquanto seu valor era cotado entre 1,2 e 2,4 milhões de dólares. Um anel de diamantes, também pertencente ao eterno 007, foi arrematado por 200.000 dólares, enquanto o lance inicial começou em 150.000 dólares.

Leia mais:

Queda perde força e dólar fecha o dia em baixa de 0,58%, a R$ 3,76

Sony anuncia a morte definitiva do Betamax

Publicidade

(Com agências France-Presse e Reuters)

Publicidade