Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Desoneração da folha deve ter impacto de R$ 17 bi para o Fisco

O benefício, que ficou na terceira posição em 2012, vai assumir o primeiro lugar no resultado das renúncias previdenciárias em 2013

Por Da Redação
26 set 2013, 16h14

A desoneração da folha de pagamentos deve somar 17 bilhões de reais neste ano e se tornar o item com maior impacto na renúncia previdenciária – montante de dinheiro que o governo deixa de arrecadar para estimular os investimentos das empresas -, segundo a expectativa da Receita Federal. O benefício, que ficou na terceira posição em 2012, vai assumir o primeiro lugar no resultado das renúncias previdenciárias em 2013, de acordo com o coordenador de Previsão e Análise da Receita Federal, Raimundo Elói de Carvalho.

No ano passado, a desoneração em folha representou 13,7% do total que deixou de ser arrecadado, o que corresponde a 3,7 bilhões de reais. O Simples Nacional foi o principal responsável, com 43,4%, seguido pelas instituições filantrópicas, com 28%. Em seguida, estão exportação da produção rural e Microempreendedor Individual (MEI). No período, o total das renúncias previdenciárias foi 26,947 bilhões de reais.

Leia ainda: Governo inclui mais setores na desoneração da folha

Benefícios – De janeiro a maio deste ano, tecnologia da informação foi o setor que apresentou maior valor de renúncias, com 19,14% do total, o que representa 1,529 bilhão de reais. O total de renúncias no período foi de 7,993 bilhões.

Em segundo lugar aparece o apoio administrativo, que engloba diversas atividades, com 8,83%, seguido pela fabricação de veículos, com 8,72%. A fabricação de máquinas aparece com 7,05%, couros e artefatos, com 5,97%, e confecção, com 4,84%. Ainda aparecem na relação a fabricação de outros equipamentos de transporte, o comércio por atacado, a fabricação de borracha e plástico, além de produtos alimentícios e outros setores.

Continua após a publicidade

Leia também:

Comissão da Câmara aprova desoneração para aéreas

Varejo e construção esperam desoneração da folha

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.