Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desemprego na Grécia atinge novo recorde em outubro

Segundo agência de estatísticas do país, taxa de 26,8% é quase quatro vezes maior do que a de setembro de 2009

O desemprego na Grécia subiu para um novo recorde de 26,8% em outubro, na medida em que a economia do país endividado se arrasta, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira. A taxa de desemprego na Grécia quase triplicou desde que começou a subir em setembro de 2009, conforme a crise da dívida do país surgiu, e é mais do que o dobro da taxa média na zona do euro, que ficou em 11,8% em novembro.

O desmprego entre os jovens de 15 a 24 anos também atingiu um novo recorde de 56,6% em outubro, ante 22,1% no mesmo mês há quatro anos, de acordo com o serviço de estatísticas Elstat. As políticas de austeridade adotadas pelos credores internacionais do país para sustentar as finanças públicas pesaram sobre a economia, que estava encolhendo a uma taxa anualizada de quase 7% no terceiro trimestre.

A Grécia deve permanecer em recessão pelo sexto ano seguido em 2013, com a produção nacional devendo encolher 4,5% sob o peso de cortes orçamentários e aumentos tributários no valor de 9,4 bilhões de euros. Um recorde de 1,34 milhão de gregos estavam sem trabalho em outubro, alta de 38% ante o mesmo mês de 2011, disse o Elstat.

Inflação – Também nesta quinta-feira, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) grego subiu 0,8% em dezembro ante igual mês de 2011, segundo dados da Elstat. A taxa anual de inflação é a mais baixa registrada no país desde setembro de 2009. Ante novembro, o CPI grego recuou 0,8%.

Leia também:

Grécia não faz o suficiente contra sonegadores, dizem UE e FMI

Grécia receberá ajuda de 34,3 bi de euros

(com agência Reuters e Estadão Conteúdo)