Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Desemprego em 2011 caiu mais entre as mulheres

Por Da Redação
6 mar 2012, 12h39

Por Wladimir D’Andrade

São Paulo – A pesquisa “Mulheres no Mercado de Trabalho da Região Metropolitana de São Paulo”, divulgada hoje pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), mostra que o desemprego feminino registrou em 2011 a oitava queda consecutiva, ao passar de 14,7% em 2010 para 12,5%. “A geração de oportunidades de trabalho foi mais intensa para as mulheres do que para os homens, uma vez que o nível de ocupação entre elas subiu 2,5%, contra 1,5% para o contingente masculino”, afirma o estudo. A taxa de desemprego entre os homens recuou de 9,5% em 2010 para 8,6% em 2011.

De acordo com a analista de mercado de trabalho do Dieese Ana Maria Belavenuto, as oportunidades de trabalho para as mulheres foram criadas principalmente nos setores comercial e de serviços. “Tem caído a participação das mulheres nos serviços domésticos”, disse. A queda do desemprego entre o sexo feminino, no entanto, pouco alterou o tamanho da participação das mulheres no total de ocupados de 2010 para 2011 – a proporção passou de 45,3% para 45,5%.

Já o número de mulheres que estão no mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo, em proporção ao total população feminina, caiu de 56,2% em 2010 para 55,4% em 2011. O recuo, afirma o estudo, interrompeu a trajetória de expansão da taxa de participação entre mulheres que vinha desde 2009, ano em que os efeitos da crise econômica internacional afetaram a economia brasileira.

Entre a população masculina, a participação no mercado de trabalho se manteve praticamente inalterada no período – passou de 71,6% para 71,3% -, mas a leve queda levou o índice ao menor nível da série histórica da pesquisa, iniciada em 1985.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.