Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Depois do calote, S&P rebaixa ao menor nível as notas da OGX

O rebaixamento foi anunciado depois que a empresa não honrou o pagamento dos juros de 45 milhões de dólares em títulos com vencimento para 2022

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) rebaixou o rating de crédito da OGX Petróleo e Gás Participações de CCC- para D – a nota mais baixa dada pela agência, que caracteriza empresas que deram o calote em seus compromissos com investidores. Outras notas relacionadas aos títulos emitidos pela empresa também foram rebaixadas, como o rating de emissor das notas seniores para 2022 do veículo de financiamento da OGX, de CCC- para D, e o rating das notas seniores para 2018, de CCC- para C.

Leia também:

Eike diz adeus à imponente sede do grupo

O rebaixamento foi anunciado depois que a empresa não honrou o pagamento dos juros de 45 milhões de dólares em títulos com vencimento para 2022, que deveriam ser pagos nesta terça-feira. “Não esperamos que a empresa pague os juros dentro dos cinco dias úteis estabelecidos pelo nosso critério e acreditamos que isso indica um default geral e que a companhia vai reestruturar sua dívida”, disse Renata Lotfi, analista de crédito da agência.

A S&P destacou ainda que a decisão de cortar o rating da empresa foi tomada com base na constatação de que a empresa não tem acumulado qualquer receita e que dificilmente conseguirá levantar junto a investidores os recursos que necessita para continuar operando.

Leia mais:

Crise nas empresas de Eike ‘arranhou’ imagem do Brasil, diz Mantega

OGX pode ser primeira empresa do Ibovespa a quebrar

A S&P observou ainda que rebaixou o rating das notas para 2018, mesmo sem um default sobre esses papéis, porque acredita que a OGX não vai pagar os juros dos papéis que vencem em dezembro.

(Com Estadão Conteúdo)