Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Demanda doméstica da Gol cresce 2,8% em dezembro

Por Equipe AE

São Paulo – A Gol Linhas Aéreas apresentou em dezembro crescimento de 2,8% no mercado doméstico em relação ao mesmo período do ano anterior. Em relação a novembro, houve aumento de 8,5% na demanda doméstica principalmente em função do maior número de dias operados e da sazonalidade.

O mercado internacional da empresa apresentou em dezembro queda anual de 24,0%. A companhia atribuiu o resultado à devolução de 3 aeronaves do modelo B767 que operavam fretamentos internacionais e à descontinuidade da operação para Bogotá, na Colômbia. Em relação ao mês de novembro, a demanda internacional apresentou aumento de 3% em função da sazonalidade e maior número de dias operados entre os meses.

A oferta do sistema total apresentou expansão de 5,3% na comparação anual, principalmente devido à alta produtividade das aeronaves (cerca de 13,3 horas-bloco diárias em dezembro de 2011 ante 13,0 horas-bloco diárias no mesmo mês de 2010), combinado à adição de novos voos internacionais para Punta Cana, na República Dominicana, Santiago, no Chile, Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e novos voos e rotas em trechos domésticos partindo de Guarulhos, Santos Dumont, Brasília e Confins.

De acordo com a empresa, a oferta foi compensada pela descontinuidade da operação de Bogotá na Colômbia e das operações internacionais das aeronaves B767. Em relação ao mês de novembro, houve aumento de 5,0% na oferta principalmente em função da sazonalidade e maior número de dias operados entre os meses.

Em dezembro, a Gol apresentou uma taxa de ocupação no sistema total de 64,8%, queda de 3,3 pontos percentuais e aumento de 1,8 pontos percentuais na comparação anual e com o mês anterior, respectivamente. O yield da empresa no mês de dezembro ficou ligeiramente acima na comparação anual, ficando entre 21,0 e 21,5 centavos de real. O yield do quarto trimestre ficou no mesmo patamar do mês de dezembro apresentando expansão de cerca de 2% na comparação anual.

A companhia destaca, em comunicado enviado hoje à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que a projeção estimada de crescimento da oferta foi em linha com as expectativas para 2011. “O crescimento da demanda no mercado doméstico atingirá níveis históricos, e apresentará uma elasticidade em relação ao crescimento do PIB acima da média histórica de 3,0x a 3,5x, principalmente por conta do cenário de tarifas atrativas do mercado na primeira metade de 2011”, informa, no comunicado. “A GOL, por ter adotado uma estratégia prudente de adição de capacidade no mercado doméstico, apresentou um crescimento menor em sua demanda doméstica quando comparada a indústria e ficou levemente abaixo da estimativa inicial para o ano de 2011”.