Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Delta não ampliará participação na Gol, diz presidente

Companhia aérea americana adquiriu 5% das ações da Gol por 100 milhões de dólares

O presidente da Delta Air Lines, Ed Bastian, disse, na manhã desta terça-feira, que a companhia aérea norte-americana não tem intenção de aumentar a sua participação na brasileira Gol. A aliança foi fechada em dezembro do ano passado, após um investimento de 100 milhões de dólares, o que deu à Delta um assento no conselho de administração da empresa brasileira.

“Nós estamos muito satisfeitos com o investimento da Gol e não temos intenção de aumentar a nossa participação. É uma aliança estratégica e não financeira. Esperamos que seja uma parceria de longo prazo e para continuarmos expandindo a nossa cobertura”, disse o presidente da Delta.

Leia mais:

Constantino Júnior deixará a presidência da Gol

Sobre a concorrência no mercado brasileiro com a Latam, empresa que foi criada após a fusão entre a chilena Lan e a brasileira TAM, o presidente da Delta disse que a aliança com a Gol também foi uma resposta a esse movimento. “Estamos satisfeitos com a posição que temos e achamos que vamos responder muito bem à concorrência da Latam”, disse o executivo. “Sabíamos que tínhamos que ter um parceiro local, mas não precisamos ser proprietários de uma empresa, mas sim ter um parceiro para conseguir concorrer. Essa parceria vai ter sucesso para lidar com o aumento da concorrência”, afirmou.

O executivo disse, ainda, que a companhia estava ciente das “dificuldades vividas pela Gol” no momento em que a parceria foi fechada no ano passado, mas que a empresa acredita que a companhia aérea brasileira está “se saindo bem”.

“O Brasil é um investimento de longo prazo. O efeito do preço do petróleo traz volatilidade e pode afetar a empresa no curto prazo, mas a equipe da Gol está gerindo isso muito bem. A Gol está fazendo um excelente trabalho e o relacionamento está funcionando exatamente como se esperava”, disse Bastian.

Bastian afirmou que o Brasil é uma das prioridades para a empresa. A companhia aérea comemora nesta terça-feira 15 anos de operações no mercado brasileiro.

O executivo disse ainda que para esse setor são “cruciais as alianças estratégicas”. Em dezembro do ano passado, a companhia norte-americana anunciou uma aliança com a brasileira Gol, fato que, segundo o presidente da Delta, tem impulsionado o crescimento da empresa no Brasil. De acordo com dados da empresa, nos primeiros cinco meses de 2012, na comparação com igual período de 2011, o número de passageiros da Gol em conexão com a Delta cresceu 28%.

O executivo afirmou também que a parceria permitiu que a Delta se tornasse a empresa aérea dos Estados Unidos com a melhor cobertura no Brasil.

(Com Agência Estado)