Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Delação da JBS: CVM arquiva investigação contra Banco Original

Bancopertence à J&F, controlada por Joesley e Wesley Batista; delação premiada motivou abertura de nove processos e dois inquéritos pelo órgão regulador

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) arquivou nesta terça-feira a investigação contra o Banco Original por uso de informação privilegiada. A empresa é controlada pela J&F, dona da JBS, cujos sócios Joesley e Wesley Batista estão presos. Os executivos se tornaram réus no processo em são acusados de manipulação do mercado financeiro e uso de informações privilegiadas.

O órgão regulador do mercado informa que não viu indícios suficientes que indicassem que o Banco Original “tenha operado com conhecimento prévio dos fatos, ou seja, que tenha tido acesso a informações privilegiadas e, a partir delas, auferido ganhos”.

A investigação sobre o Banco Original é uma entre os nove processos e dois inquéritos abertos pela CVM relacionados à delação premiada dos donos da JBS.

Além dos Batista, um dos alvos da CVM é o diretor de relações com investidores da JBS S.A., Jeremiah Alphonsus O’Callaghan. O órgão público abriu um processo contra ele pela suspeita de não ter questionado os administradores e os donos da JBS sobre a delação, o que seria sua obrigação. A acusação já foi formulada pela CVM, e a entidade aguarda a manifestação de O’Callaghan.