Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Déficit comercial da Petrobras salta 157,6% em 2013, segundo o Mdic

As exportações da estatal encolheram 37,37% no ano, enquanto as importações avançaram 23,28%

A combinação entre queda das exportações e alta das importações levou a Petrobras a amargar um déficit comercial de 25,716 bilhões de dólares em 2013, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). O número considera apenas as operações realizadas com o CNPJ da Petroleo Brasileiro S A Petrobras, empresa que concentra grande parte das transações comerciais realizadas pela estatal no exterior.

Os números do Mdic mostram que o déficit da estatal petrolífera saltou 157,6% em relação a 2012, quando o resultado ficou em 9,983 bilhões de dólares.

As exportações da estatal encolheram 37,37% no ano e totalizaram 13,847 bilhões de dólares. Por isso, a diferença para a líder do ranking dos maiores exportadores do país, a Vale, cresceu ainda mais no decorrer de 2013. A Vale teve expansão de 3,65% em igual base comparativa, totalizando 26,504 bilhões de dólares.

Leia também:

Petrobras terá plano de demissão voluntária para 8,5 mil funcionários

Importações – As importações, por outro lado, cresceram 23,28% em 2013, para um total de 39,563 bilhões de dólares. Com isso, a companhia respondeu sozinha por mais de 16% de todas as compras externas realizadas pelo Brasil em 2013, segundo o Ministério. A variação é explicada principalmente pela necessidade enfrentada pela estatal de comprar combustíveis no mercado externo para atender a demanda interna. Os casos mais emblemáticos são as compras de gasolina e diesel, cuja variação dos preços no mercado internacional foi praticamente absorvida pela estatal.

A dimensão dos números de importação da Petrobras pode ser feita a partir dos resultados da Samsung, a segunda maior importadora de 2013. A fabricante de eletroeletrônicos importou 3,848 bilhões de dólares entre janeiro e dezembro, praticamente um décimo do resultado da estatal petrolífera.

Leia também:

Captação em euros terá impacto de US$ 5 bi na dívida da Petrobras

Reservas provadas no pré-sal cresceram 43%, diz Petrobras

Petrobras nega venda de participação em Libra para empresa indiana

Controladas – Os dados não incluem as vendas feitas por controladas da Petrobras com outro CNPJ, caso da Petrobras Distribuidora. A companhia ocupou a 36ª posição no ranking, com venda externa de 1,157 bilhão de dólares. O montante é 7,75% inferior ao total de 2012.

O ranking das 250 maiores exportadoras do país, divulgado anualmente pelo Mdic, também conta com a Petrobras Logística de Exploração e Produção, na 244ª posição. As vendas externas da empresa somaram 116,953 milhões de dólares entre janeiro e dezembro, retração de 32,11% ante o mesmo intervalo de 2012.

O déficit da ‘conta petróleo’, a diferença entre as exportações e importações da Petrobras no ano, foi o que mais impactou a balança comercial brasileira, que encerrou 2013 com déficit de 2,561 bilhões de dólares, o pior em 13 anos.

(Com Estadão Conteúdo)