Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Dados dos EUA derrubam bolsas da Ásia; HK perde 3%

Por Da Redação 5 set 2011, 07h38

Por Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos

Tóquio – As bolsas asiáticas fecharam em queda acentuada nesta segunda-feira, no embalo das fortes perdas verificadas em Wall Street na sexta-feira. Os investidores da região reagiram mal aos números sobre o desemprego nos Estados Unidos, que renovaram as preocupações sobre uma recessão econômica global.

Este foi o caso da Bolsa de Hong Kong, que seguiu o embalo dos demais mercados regionais. O índice Hang Seng caiu 596,51 pontos, ou 3%, e encerrou aos 19.616,40 pontos.

Na China, as Bolsas fecharam no pior patamar em quase 14 meses, com os investidores preocupados com os balanços corporativos a serem divulgados esta semana e o impacto das novas medidas de aperto monetário na liquidez do mercado. O índice Xangai Composto caiu 2% e fechou aos 2.478,74 pontos, o menor fechamento desde julho de 2010. O índice Shenzhen Composto baixou 2,4% e terminou aos 1.097,07 pontos.

O yuan sofreu desvalorização em relação ao dólar, após o Banco Central chinês elevar a taxa de paridade central dólar-yuan (de 6,3896 yuans para 6,3926 yuans), no embalo do fortalecimento do dólar. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3858 yuans, de 6,3826 yuans sexta-feira.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul despencou, também influenciada pelos temores sobre a crise de débito europeia. O índice Kospi caiu 4,39% e encerrou aos 1.785,83 pontos, em volume moderado de negociações.

Continua após a publicidade

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em forte baixa, influenciada pelas acentuadas perdas nos mercados regionais. O índice Taiwan Weighted retrocedeu 2,65% e terminou aos 7.551,57 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, também encerrou o dia em baixa. O índice S&P/ASX 200 caiu 2,38% e fechou aos 4.141,9 pontos, após bater o recorde de baixa de duas semanas (4.135,90 pontos).

Já nas Filipinas, a Bolsa de Manila fechou em baixa mais discreta. O índice PSEi caiu 0,24% e terminou aos 4.382,56 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve forte baixa, uma vez que os mercados regionais caíram seguindo os dados de emprego nos EUA piores do que os esperado sexta-feira. O índice Straits Times recuou 2,5% e fechou aos 2.773,17 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, subiu 0,6% e fechou aos 3.866,17 pontos, com procura por pechinchas após queda de quase 7% no último mês.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, cedeu 1,5% e fechou aos 1.049,23 pontos, seguindo as perdas nos mercado americano sexta-feira e regionais hoje.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, perdeu 0,7% e fechou aos 1.463,12 pontos, acompanhando os pares regionais. As informações são da Dow Jones

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)