Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cyrela prevê redução da meta de vendas e lançamentos

Por Circe Bonatelli

São Paulo – O diretor de Relações com Investidores da Cyrela, José Florêncio Rodrigues Neto, afirmou hoje que a companhia deve anunciar, ainda neste mês, a revisão para baixo do guidance (meta) para vendas e lançamentos para 2012. “Nós assumimos a diretriz de crescer de uma forma mais orgânica, o que implica num crescimento menor”, afirmou Florêncio, durante teleconferência com jornalistas.

O executivo acrescentou que, dos projetos novos da Cyrela, 80% são com equipes próprias, enquanto 20% são terceirizadas. “Mantemos parcerias antigas em regiões onde não temos uma equipe de engenharia própria,” explicou.

Conforme já havia anunciado antes a companhia, a meta de lançamentos para 2012 era de R$ 8,7 bilhões a R$ 9,8 bilhões. Já as vendas previstas para o período eram de R$ 8,0 bilhões a R$ 8,9 bilhões.

Florêncio afirmou que a demanda atualmente “não é a mesma que de três anos atrás”. Segundo ele, a demanda a continua forte, apesar de cautelosa. “Projetos bem preparados e bem precificados continuam com demanda”, disse, citando como exemplo os mercados estratégicos de Rio de Janeiro e São Paulo.

O executivo ponderou que o maior desafio do grupo é a Living, braço destinado ao segmento de imóveis econômicos, que enfrenta dificuldades para enquadrar seus produtos no Programa Minha Casa, Minha Vida. “O preço dos terrenos está mais caro, e está mais difícil gerar produtos para esse segmento.”