Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

CVM processa controladores da Mendes Júnior

Por Da Redação 5 jan 2012, 14h38

Por Sabrina Valle

Rio de Janeiro – A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu processo contra cinco administradores e controladores da Mendes Júnior Engenharia S.A. para apurar três possíveis irregularidades feitas pela empresa. A autarquia investiga a transferência de tecnologia e atividades operacionais da companhia para a Mendes Júnior Trading e Engenharia S.A.(fechada).

A CVM também apura a redução da participação acionária da companhia no capital social da empresa fechada e a suposta diluição injustificada da participação dos acionistas minoritários no capital social da companhia aberta.

O processo é de 2009 e nele são acusados o presidente da empresa, Jesus Murillo Valle Mendes; Alberto Laborne Valle Mendes, também da família que dá nome ao grupo de engenharia; o diretor financeiro, Angelo Marcus Lima Cota; e o executivo Jefferson Eustaquio. Também é acusada a Edificadora S.A., companhia que controla 95% das ações da Mendes Júnior.

Os acusados têm até o dia 21 deste mês para apresentarem defesa. Também lhes é facultada a possibilidade de suspender o caso com um acordo com a CVM por meio de um termo de compromisso, que pode ser fechado até o julgamento do caso, sem previsão de data.

Em outubro passado, a CVM negou pedido do presidente e do diretor financeiro para vistas e de extração de cópias do Inquérito Administrativo que gerou o processo sancionador. O colegiado manteve a decisão da Superintendência de Processos Sancionadores que permitiu parcialmente vistas e extração de cópias.

Continua após a publicidade
Publicidade