Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CVC protocola na CVM pedido para IPO

É a segunda vez que a companhia de turismo tenta abrir o seu capital na bolsa

A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o pedido para realização de oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês). De acordo com o prospecto inicial, o esboço do plano de abertura de capital, a realização da oferta foi aprovada em Assembleia Geral Extraordinária no dia 09 de outubro. Essa será a segunda tentativa da operadora de turismo de abrir o seu capital. A CVC iniciou em agosto de 2011 seu processo de IPO, mas por conta das “condições do mercado”, suspendeu a oferta em fevereiro do ano passado.

A operação será liderada pelo Itaú BBA, com participações ainda de Morgan Stanley, Bank of America Merrill Lynch, JPMorgan e BTG Pactual. Os acionistas vendedores, ainda segundo o documento, são os Fundos de Investimentos BTC e GJP.

O prospecto informou que o capital social da CVC é, no momento, de 87.728.124,23 de reais, representado por 43.527 ações ordinárias. Segundo o documento, o capital poderá ser aumentado até o limite de 5 bilhões de reais. O Conselho de Administração fixará o “preço de emissão, a quantidade de ações ordinárias a serem emitidas e as demais condições de subscrição e integralização das ações dentro do capital autorizado”.

O preço por ação será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções (bookbuilding). No exercício encerrado em 31 de dezembro do ano passado, a receita líquida da empresa foi de 623,4 milhões de reais e o Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado de 326,7 milhões. Já no acumulado dos nove meses do ano até setembro a receita líquida foi de 457,6 milhões de reais e o Ebitda ajustado de 229,7 milhões.

Leia também:

Decolar e CVC prolongam briga no Conar

BB Seguridade e Smiles abrem período de IPOs no Brasil

(com Estadão Conteúdo)