Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CSN capta US$ 200 milhões com lançamento de bônus

Por Altamiro Silva Júnior

São Paulo (AE) – A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) confirmou a emissão de US$ 200 milhões no exterior. Os papéis saíram com taxa de 6,5%. A operação foi uma reabertura de uma emissão feita no ano passado, de US$ 1 bilhão com que vencimento em julho de 2020.

O objetivo inicial da CSN era fazer uma captação maior, de US$ 500 milhões. Mas, segundo uma fonte, a empresa resolveu reduzir a operação e captar a uma taxa melhor. Os recursos serão destinados para o pagamento de dívidas de curto prazo e propósitos corporativos, segundo comunicado da empresa.

Com o forte apetite dos investidores, algumas companhias brasileiras aproveitaram para fazer reaberturas de emissões. Na semana passada, Braskem e Odebrecht concluíram captações assim.

Nos próximos dias, devem ser fechadas novas emissões. A maior expectativa é com a operação da Petrobras, que pode ser concluída a qualquer momento. No mercado, comenta-se que a emissão seria de algo entre US$ 3 bilhões a US$ 4 bilhões, dependendo do interesse dos investidores.

Outras companhias menores, como Virgolino de Oliveira, Cimento Tupi e Minerva também tentam captar lá fora.