Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Crescimento do setor privado desacelera em outubro na eurozona

Índice de Gerentes de Compra caiu para 52,2 pontos e frustra expectativas de analistas

O ritmo de crescimento dos negócios do setor privado diminuiu inesperadamente em outubro na zona do euro, com a forte desaceleração da demanda por serviços. O Índice Composto Preliminar de Gerentes de Compra (PMI, na sigla em inglês), do Markit, caiu de 52,2 pontos em setembro para 51,5 pontos neste mês. O resultado veio abaixo das previsões de analistas, que apostavam em um aumento para 52,5 pontos.

Apesar de o número indicar melhora da região – leituras acima de 50 pontos indicam crescimento da atividade -, a pesquisa mostrou que ele permanece frágil. “(O resultado) está praticamente em linha com o que o Banco Central Europeu espera: uma recuperação lenta, desigual e frágil”, disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

Leia mais:

Recessão na Espanha chega ao fim após 2 anos, indica BC

Produção industrial na eurozona registra maior alta em 2 anos

O ritmo de crescimento no setor de serviços, um subíndice, diminuiu em outubro – o PMI caiu para 50,9, ante 52,2 pontos. A expectativa de analistas era de uma leitura de 52,4 pontos.

Ainda segundo o Markit, o índice que mede novos negócios, caiu para 50,2 pontos em outubro, ante 51,7 no mês anterior. Por fim, o crescimento da atividade industrial acelerou ligeiramente neste mês, embora não tão rapidamentr quanto o esperado. O PMI industrial subiu para 51,3, ante 51,1, levemente inferior à expectativa de 51,4.

O PMI examina milhares de empresas em toda a região e é visto como um bom guia para o crescimento econômico.

(com agência Reuters)