Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Credores privados precisam cooperar, diz Lagarde

Por Danielle Chaves

Berlim – A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, pediu que os credores privados da Grécia sejam “construtivos” em ajudar a encontrar um consenso para a reestruturação da dívida grega e pediu que a Europa aumente a proteção para conter a crise de dívida da região. As declarações foram concedidas à rádio alemã Deutschlandradio e refletiram comentários feitos por ela ontem em um evento organizado pelo Conselho Alemão de Relações Exteriores.

Lagarde afirmou que não quer tirar conclusões precipitadas porque ainda há muito em discussão e afirmou que vai querer revisar cada linha do acordo. “Mas os credores e a Grécia estão participando dessa discussão. O resultado que eles obtiverem serão muito importantes para delinear o programa que tiver de ser implementado para o país. É claro, tendo em vista que o envolvimento do setor privado foi decidido, isso precisa ser construtivo e substancial”, disse.

A autoridade também pressionou os governos europeus, e a relutante Alemanha em especial, a transferirem os meios financeiros da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês), que é um fundo de resgate temporário, para o Mecanismo de Estabilidade Europeu (ESM, na sigla em inglês), que é permanente. Assim seria criada uma efetiva proteção contra a crise.

Em nível global, Lagarde afirmou que o FMI precisará de US$ 1 trilhão em recursos financeiros durante os próximos dois anos para criar uma proteção que não terá como objetivo gastar dinheiro, mas sim vai “operar como uma prevenção”. Comentando sobre o planejado pacto fiscal que a União Europeia está tentando implementar para superar a crise, Lagarde disse que regras comuns são necessárias. As informações são da Dow Jones.