Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Crédito cresce US$ 11,9 bi em julho nos EUA

Por Da Redação 8 set 2011, 16h33

Por Regina Cardeal

Washington – O crédito ao consumidor nos EUA deu mais um salto em julho, liderado por um grande aumento na dívida não rotativa. O crédito ao consumidor subiu US$ 11,97 bilhões, segundo o Federal Reserve (Fed, banco central americano), um aumento que é praticamente o dobro dos US$ 6 bilhões previstos pelos economistas ouvidos pela Dow Jones.

O crescimento no mês foi o maior em mais de três anos. O crédito ao consumidor em junho subiu US$ 11,35 bilhões, dado revisado em baixa, dos US$ 15,53 bilhões estimados anteriormente.

O crédito não rotativo liderou o aumento em julho, com crescimento de US$ 15,41 bilhões para US$ 1,662 trilhão. Entre os vários tipos de crédito dentro da categoria não rotativa estão os para a educação. O desemprego está elevado e o lento mercado de trabalho pode estar levando os norte-americanos de volta para a escola.

O relatório do Fed mostra que o crédito rotativo, que inclui dívidas com cartão de crédito, caiu US$ 3,44 bilhões para US$ 792,48 bilhões.

O informe não inclui números sobre hipotecas e outros financiamentos imobiliários. Mas os dados são importantes para sinalizar o comportamento dos consumidores. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade