Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coutinho: Dilma quer investimento como resposta à crise

Por Ricardo Leopoldo

São Paulo – O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, afirmou hoje que a presidente Dilma Rousseff quer que vários organismos de fomento de investimentos, entre eles o BNDES, ajudem a alavancar a expansão da Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) como a melhor resposta de políticas públicas para que o Brasil enfrente a crise internacional.

“Esperamos não precisar atuar da mesma forma que foi necessária em 2008”, afirmou hoje, em evento realizado na Assembleia Legislativa de São Paulo. “Dilma quer como resposta a esta crise a aceleração dos investimentos. A presidente quer alavancar investimentos sobretudo em infraestrutura. Vamos manter ou aumentar investimentos em petróleo e gás.”

Coutinho tem confiança de que, como o País está forte para enfrentar a crise, o setor privado – empresas e bancos – deve manter o ritmo de suas operações. “Esperamos que o mercado de capitais e o sistema de crédito mantenham o atual ritmo de incremento de suas operações, de forma que possamos prescindir daquela atuação extraordinária que tivemos em 2008.”

Segundo Coutinho, o País não vai registrar recessão porque o que existe hoje é uma desaceleração para um ritmo sustentável de crescimento. Ele ressaltou que, em razão dos problemas econômicos dos Estados Unidos e da Europa, o mundo inteiro está em desaceleração. “Mas o Brasil não vai entrar em recessão”, afirmou. “A capacidade do País de sustentar o crescimento é o que o diferencia e isso permite ao setor privado manter os investimentos.”