Clique e assine a partir de 8,90/mês

Correção: Anbima: Itaú BBA lidera em renda variável

Por Da Redação - 18 out 2011, 16h29

Por Altamiro Silva Junior

São Paulo – A nota enviada anteriormente contém incorreções. A Anbima informou que os rankings do mês de setembro que divulgou hoje estavam incorretos e continham números referentes ao acumulado do ano somente até agosto. “Por uma falha de atualização, os arquivos em PDF correspondentes aos dados do mercado doméstico permaneceram com números de agosto”, diz o comunicado da Anbima. Segue o texto corrigido.

O Itaú BBA e o BTG Pactual são os bancos de investimento mais ativos e lideram o ranking de emissões de ações por volume de operações originadas no acumulado de 2011, até setembro. Do volume captado por essas ofertas este ano, o Itaú respondeu por 31,3% e o BTG, por 21,3%. O levantamento foi divulgado hoje pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

No ranking por número de ofertas de ações, o Itaú BBA mantém a liderança, com 18 ofertas, seguido pelo Credit Suisse, com 12. BTG Pactual e Bradesco BBI aparecem em terceiro lugar, cada um com nove ofertas.

Renda fixa

Na renda fixa, o líder do ranking consolidado por originação de ofertas é o Banco do Brasil, seguido pelo Bradesco BBI. O BB respondeu por 22,8% dos volumes captados e o BBI, por 21,1%. Já no levantamento por número de ofertas que os bancos de investimento fizeram este ano até setembro, o Bradesco é o líder (76 operações), seguido pelo Itaú BBA (66). O BB aparece na terceira posição, com 46.

A crise na Europa reduziu o volume de emissões de empresas, tanto na renda fixa como na renda variável. Em setembro, não houve emissão de ações. Foi o segundo mês consecutivo que o mercado brasileiro não registra operações, segundo a Anbima. No ano, as emissões de ações somam R$ 17 bilhões.

As emissões de renda fixa somaram R$ 64 bilhões no ano, até setembro. Já considerando somente setembro, o volume de emissões alcançou R$ 2,1 bilhões no mês, uma queda brusca de 67% ante agosto. No caso da renda fixa, 86% das operações são feitas pela regra da oferta restrita, na qual as emissões são vendidas apenas a um pequeno grupo de grandes investidores.

Continua após a publicidade
Publicidade