Clique e assine com 88% de desconto

Copom mantém Selic a 6,5% na primeira reunião do governo Bolsonaro

Pela sétima vez seguida, taxa básica de juros ficou no menor patamar da história

Por Da redação - Atualizado em 6 fev 2019, 18h56 - Publicado em 6 fev 2019, 18h27

Na primeira reunião após o presidente Jair Bolsonaro assumir, o  Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu manter a taxa básica de juros nesta quarta-feira, 6. A taxa está em 6,5% desde março, a menor da história.

 Foi a sétima reunião consecutiva que o Copom manteve a Selic neste patamar. 

A decisão do Conselho de Política Monetária foi unânime e já era esperada pelos economistas por causa da inflação sob controle e ao ritmo de atividade econômica, que continua baixo. Na tarde desta quarta-feira, cerca de 99,3% dos contratos de mercado futuro projetam a Selic a 6,5% segundo um levantamento da corretora Mirae Asset.

O analista da Rico Investimentos, Thiago Salomão, acredita que o Banco Central deixou bem claro que a taxa a 6,5% é o valor compatível à inflação, “temos um espaço para crescer que na verdade seria uma recuperação do que foi perdido, e não um crescimento”.

Publicidade