Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Copom deve manter juros em 6,5% – dúvida é sobre 2019

Se a previsão se confirmar, será a sexta reunião consecutiva do Copom que mantém a Selic no mesmo patamar – a taxa está em 6,5% desde março,

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central define hoje a taxa básica de juros da economia. A expectativa da maioria dos analistas é que o comitê mantenha a Selic em 6,5% ao ano.

Se a previsão se confirmar, será a sexta reunião consecutiva do Copom que mantém a Selic no mesmo patamar – a taxa está em 6,5% desde março, a menor da história.

Para o Banco BTG Pactual, não há sinais de elevação da taxa básica na última reunião do ano do comitê. “O foco da atenção do mercado está na mensagem que será divulgada após a reunião”, afirma o banco. “Como nas reuniões anteriores, acreditamos que o comitê deve continuar a se abster de fornecer uma sinalização mais incisiva sobre seus próximos passos”, afirma o banco.

De acordo com a análise do BTG, o cenário de inflação continua sob controle no Brasil. Mas permanece alguma incerteza sobre a transição do atual para o futuro governo, sem qualquer avanço na reforma da Previdência.  “Há falta de clareza sobre o conteúdo e o calendário do projeto de lei a ser elaborado pelo próximo governo.”

Outra dúvida, que pode influenciar na definição da Selic de 2019 vem do front externo. De acordo com o BRG, o risco para o comércio mundial do estremecimento das relações entre  Estados Unidos e China ainda não se dissipou. “Apesar de um discurso aparentemente mais moderado dentro do Fed, a normalização da taxa de juros nos EUA ainda não parece estar perto do fim, sugerindo cenário desafiador e sujeito a muita volatilidade para os mercados emergentes.”

No boletim Focus desta semana, os analistas mantiveram a previsão de que a Selic termine o ano em 6,5% e chegue a 8% em 2019.