Clique e assine a partir de 8,90/mês

Copom decide elevar juro básico da economia para 10,75% ao ano

Decisão demonstra que BC acredita que inflação está mais controlada

Por Da Redação - 21 jul 2010, 20h29

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu nesta quarta-feira, 21, elevar a Selic em 0,50 ponto porcentual. Com isso, a taxa básica de juros da economia chega a 10,75% ao ano. A decisão dos membros do Comitê foi tomada de forma unânime e não inclui a colocação de viés, o que significa que o juro básico ficará neste patamar até a próxima reunião do Copom. A terceira elevação consecutiva decidida pelo Copom mantém o Brasil entre os países com a maior taxa de juro real – taxa nominal descontada a inflação.

Contudo, a alta de 0,5 ponto porcentual é menor do que a esperada pela maioria dos especialistas. A previsão dominante no mercado era de uma alta de 0,75 ponto porcentual.

Em comunicado divulgado ao final da reunião do Comitê, o Banco Central afirma que há “um processo de redução de riscos para o cenário inflacionário que se configura desde a última reunião do Copom”. Esse movimento, de acordo com membros do Comitê, “se deve à evolução recente de fatores domésticos e externos”, e “o Comitê entende que a decisão irá contribuir para intensificar esse processo”.

Quem apostava na alta menor, de 0,5 ponto porcentual, levou em conta os mesmos motivos apresentados pelo BC. Nesta semana, a divulgação do IPCA-15 – prévia da inflação oficial – mostrou deflação de 0,09%. Ou seja, o controle dos preços fez com que a autoridade monetária fosse menos rigorosa na alta dos juros.

Continua após a publicidade
Publicidade