Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Consumidor global mostra mais confiança e menos preocupação com emprego

Consumidores da Indonésia, Filipinas e Índia são os mais "animados" e confiança de latino-americanos em queda

Por Da Redação
23 jul 2013, 13h55

A confiança global do consumidor cresceu no segundo trimestre, refletindo percepções mais otimistas a respeito de empregos, finanças pessoais e intenção de gastos, especialmente nos Estados Unidos, na China e no Japão, segundo pesquisa internacional da consultoria Nielsen.

A Indonésia o país foi considerada o país mais “animado” pelo segundo ano consecutivo, seguido pelas Filipinas, que empurrou a Índia para o terceiro lugar. Portugal continua sendo o mercado mais pessimista, de acordo com a pesquisa, feita antes do agravamento da crise política no país. Hungria e Itália estão empatados em segundo lugar como os mais pessimistas.

Leia mais:

Ministro de Finanças de Portugal renuncia ao cargo

A confiança diminuiu na América Latina pelo segundo trimestre consecutivo. Os consumidores latino-americanos e asiáticos, no entanto, continuam sendo os mais confiantes com relação a emprego e finanças pessoais nos próximos 12 meses.

Continua após a publicidade

O moral dos consumidores melhorou nos EUA, maior mercado do mundo, refletindo o aumento nas oportunidades de emprego, nos preços imobiliários e no mercado acionário, segundo Bala. No Japão, o ambiente também melhorou, por causa dos agressivos esforços do governo para estimular a economia.

Leia ainda: Mercado baixa projeção para PIB e inflação

Produção industrial indica que a zona do euro seguirá em recessão

Em 14 dos 29 mercados europeus pesquisados, a confiança dos consumidores diminuiu, refletindo os cortes nos gastos públicos, a elevação dos impostos e o desemprego alto. “O consumidor europeu está em compasso de espera, e, na verdade, vemos na Nielsen um conjunto distinto de camadas, com os consumidores alemães sendo os mais confiantes, seguidos por consumidores do Reino Unido e França, e então Itália e Grécia, onde a confiança está baixa e caindo”, disse Venktatesh Bala, economista-chefe do Cambridge Group, parte do Nielsen.

Continua após a publicidade

O Índice Nielsen de Confiança Global do Consumidor subiu 1 ponto no segundo trimestre, chegando a 94 pontos. No trimestre anterior, o índice já havia registrado alta de 2 pontos. No entanto, um índice inferior a 100 pontos indica que os consumidores estão mais pessimistas do que otimistas.

A pesquisa Nielsen foi feita entre os dias 13 e 31 de maio, entrevistando via Internet 29 mil pessoas em 58 países.

(com agência Reuters)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.